18 de setembro de 2014

Resenha: A namorada do meu amigo: Graciela Mayrink- Editora Novas Páginas










Uma infância, juventude, e muitas mudanças. O grupo dos três mosqueteiros e uma vizinha  encrenqueira, Juju. O tempo passa, Beto, Caveira e Eduardo ingressam na universidade. Juju deixa a cidade e vai morar no Sul, Porto Alegre. A cidade de Rio das Pitangas, em Minas Gerais, vai tendo uma forma de vivência de universitários, lazer e muita azaração.

Eduardo, que sempre passava suas férias em Florianópolis, após um mês distante de casa, terá inúmeras surpresas. Juju, sua ex-vizinha, regressa para Rio das Pitangas, e não é mais uma menininha chata, mas uma linda, charmosa jovem. O que era chateação vai transformar a vida de Eduardo...

A namorada do meu amigo é a construção dos laços de amizade, e as situações da vida que nos levam a ver, sentir, perceber as pessoas de forma diferente. O amor chega, por acaso, não pede permissão, e ainda por cima, está ligado ao passado.

“Eu me perdi em seus cabelos, fechando os olhos como se ajudasse a sentir melhor seu perfume. Ela olhou para seu pão conversando com o meu e me puxou para a cozinha.”

Beto, Cadu, Caveira, os três mosqueteiros. Uma trama que irá envolver muitos encantos, lágrimas, palpitações, pois nem tudo que parece, é. Os caminhos deste jovens será trilhado pela frase: fui gostar da namorada de um amigo meu.


Naquele momento percebi o que estava acontecendo comigo: estava e começando a me apaixonar pela namorada do meu amigo e não conseguia parar de pensar.

O livro desenvolve uma narrativa que recorda o poema de Drummond, grande poeta mineiro nos encontros, desencontros de um grupo de amigos, quase irmãos, um irmão ciumento, que é Beto, e tantas situações que provocarão sentimentos contraditórios, ama ou não ama??


Neste movimento constante,o leitor vai se envolve na trama, e não quer largar o livro, até chegar na última página, e ainda mais, Graciela dá-nos uma grande #surpresa. Ficou curios@, terá que ler!!! 



Encontros, desencontros, sentimentos que veem e vão, ao longo da história.



A leitura promove um intenso movimento, e nos propicia criar um filme mental das situações, conceitos espaciais dos lugares e características do personagens.

Quem espera um final concluso, conta a surpresa e reflexões ....

Após Até Eu te encontrar, a obra de Graciela Mayrink nos convida a embarcar na cultura de Minas, a juventude universitária, e as raízes do amor, maturidade e descobertas...

Eu te amo demais, mas não posso te amar porque você é namorada do Beto. Tento tirar você da minha cabeça, mas não consigo. Só que não posso continuar te amando, porque o meu melhor amigo também te ama, e não quero machucar o Beto.



Como será que ficarão os três mosqueteiros e a donzela??

Nenhum comentário:

Postar um comentário