16 de outubro de 2013

Resenha: O amor mora ao lado - Novo Conceito


Autora: Debbie Macomber


Páginas: 144



A desilusão de um casamento pode ser a mudança radical na vida de uma pessoa. A vida sempre tem algo a nos ofertar, uma beleza que pode ser vislumbrada em um singelo animal de estimação. O apego a um gato, animais autônomos, fofinhos, e que são extremamente encantadores. Quem ama animais, amará esta história,mas é história sobre gatos?
Hum, todos nós somos um pouco personalidade de gatos: queremos liberdade, mas também carinho. Desejamos alimento, tanto para o corpo quanto para o espírito, mas na hora que quisermos.


O amor mora ao lado é uma reviravolta na trajetória de duas vidas, Lacey e Jack, que por causa do lindo amor de seus gatos: Cleo e Cão, os aproxima, e pouco a pouco vai permitindo que as faces atentas, astutas e afetuosas destes donos de gatos mudem.

Após o divorcio, Lacey ficou aos frangalhose se sentiu perdida. Trazer Cleo para a sua vida ajudou muito, tanto que achava ser possível viver sem a companhia de um homem. Sua gata era a companhia de que precisava. ( Pag. 11)

Lacey observava bastante o seu vizinho, lindo, um verdadeiro gato, só que com duas patas, ops, duas pernas. Jack, olhar sedutor, mas com ar comprometido e também, galinha. Será que tudo que vemos, ouvimos é verdade sobre Jack? Muita coisas serão descobertas ao longo da narrativa super , mega romântica, que permite que leiamos com o encanto de uma barra de chocolate meio amargo, ou seja, doce,mas com concentração de emoções que permitem-nos saltar, voar, respirar fundo... desejando saber como será o final.

Lacey e sua gata, Cleo.
Jack, e seu gato, Cão.

Como será o diálogo entre as espécies: Felinos e humanos???
Os felinos se entendem super bem, mas e os humanos??
Ela teve dificuldade em parar de olhar nos olhos de Jack.

Numa perspectiva de abordar o amor em sua plenitude, há traços que são marcantes nesta narrativa, na construção da solidez, maturidade de transitar entre um casamento falido e novas oportunidades de romance, e as interfaces da carreira profissional...



Pensam que contei tudo, não, não, não...

Leiam e se encantem. E comecem a observar mais a seu lado, pois algo, alguém pode está muito perto, olhe, veja, sinta!

Um comentário:

  1. Verdade, nunca estamos completamente sozinhos, temos sempre ao nosso lado um amor, um cainho e não precisamos nos desesperar, pois a vida sempre continua...Muito bacana sua resenha e o livro é de ficar doida para saber o final..Adorei!!

    ResponderExcluir