13 de junho de 2011

Segunda Ilustrada: Sandra Ronca e sua criação.



Foto de Hugo Ronca Cavalcanti


Quem é Sandra Ronca?

Ilustração de Sandra Ronca
proibida a reprodução sem autorização



Sou carioca, filha de artistas plásticos italianos, formada em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. Cursos complementares: Desenho de Propaganda; Design e Produção Gráfica; Aquarela; Quadrinhos; Livro Infantil: Ilustração e Design e Laboratório Cor & Ilustração com Rebeca Luciani. Pós-graduada em Design e Ilustração pelas Faculdades Pestalozzi em Niterói.
Participei de mostras em diferentes Estados no Brasil e em 2010, tive uma ilustração selecionada para a mostra e catálogo Scarpetta D’Oro, em Riviera Del Brenta, Italia.


1. Há quanto tempo você é ilustradora? E o que lhe encanta na ilustração?

Comecei a publicar em 2007 com o livro “As férias das sete meninas”, de Lourdes Freitas. Ed. Cortez.
O que me encanta? Poder me esparramar no papel, criar mundos novos, personagens, brincar com eles, com as situações, trazer alguma surpresa, algo diferente que não tenha sido citado, fazer as cores e formas conversarem entre si.
A ilustração, assim como o texto escrito, tem a capacidade de se tornar cúmplice do leitor e por vezes de forma até sutil, revelar segredos e transmitir emoções...
Claro que alguns trabalhos nos dão mais liberdade do que outros. Mas todo relacionamento é assim, né? ;P

Sandra Ronca, Teresa ( Zit Editora) e Leticia Sardenberg




2..Existem percepções diferenciadas da ilustração perante a pintura. Quais são e o por quê?

É interessante como a história da ilustração começa junto com a história da pintura. Primeiro com as pinturas nas cavernas ilustrando cenas cotidianas. Depois, pinturas clássicas que eram narrativas de acontecimentos importantes e também encomendadas. Pinturas  de batalhas, coroações, conquistas não só serviam para eternizar o momento, mas também para manipulá-lo, acrescentando detalhes mais estéticos, significativos, inclusive mensagens subliminares. Serviam como propagandas políticas e da Igreja. Histórias bíblicas eram narradas através das imagens. Uma forma de catequizar grande parte da população analfabeta. Grandes artistas como Giotto,  Michelangelo,Rafael, David (só para citar alguns) tinham suas obras encomendadas. Eram ilustradores, só não ganharam o título. Mais tarde, é que a pintura e a ilustração vão encontrando seus caminhos distintos. A pintura fica livre do compromisso com a narrativa. Já a ilustração está vinculada a um texto, uma mensagem.
Pintura e ilustração, por vezes, podem se valer do mesmo suporte, material e técnica, mas a ilustração tem um compromisso com a narrativa. Caminha com o texto, agregando sentido a ele.
Enquanto na pintura, a obra, objeto físico, é vendida, na ilustração, o original permanece com o autor que licencia a imagem para mídias e prazos que são estipulados em contrato.


3. Como sincronizar a ilustração com o texto literário, criando simbologias e ludicidade?

Há vários recursos disponíveis em relação à forma, linhas, movimento, tipografia, diagramação, material utilizado, virada de página, figuras de linguagem etc. Enfim, é um mundo de possibilidades a serem exploradas. O livro é um mundo.


Parte da equipe da Gryphus que construiu o livro:
Encantos e Encrencas com a Branca de Neve.

4.Quais obras já ilustrou? E como é a relação com os escritores, como se estabelece a escolha, eles sugerem ou você é livre para criar suas dinâmicas imaginéticas?

Até agora foram oito, duas delas escritas por mim: Coitada da Raposa!, com a Cortez Editora e Dia de Vacina pela Rovelle Editora. As outras foram, em ordem cronológica: As Férias das Sete Meninas, de Lourdes Freitas. Cortez Editora; Ja sei ver as horas, de Marcos Vinícius Lúcio. Cortez Editora ; Por quê? Por quê? Por quê?, de Flávia Cortes. Zit Editora; A Princesa e a Ervilha, de Simone Bibian. Scortecci Editora e duas da coleção Encantos e Encrencas, de Glaucia Lewicki. Gryphus Editora.

Em todos elas o contato e aprovação se deu com a editora, à exceção de A Princesa e a Ervilha, onde o contato foi direto com a Simone Bibian. Houve de tudo um pouco: Houve escritor que não conheci pessoalmente, outros conheci após a conclusão do trabalho, a Flavia Cortes eu já conhecia e, eu, que sigo me conhecendo... 

Em praticamente todos os trabalhos, eu fui livre para criar. No primeiro livro da coleção Encantos e Encrencas, como o prazo era curtíssimo, a editora me propôs algumas imagens. Foram surgindo idéias ao longo do texto, que eu apresentava para a editora e novas imagens foram incorporadas ao livro.

Esta é a primeira parte da entrevista. Se você quiser conhecer mais sobre a Sandra Ronca, acesse:http://www.sandraronca.com.br/ 

Que tal, hein??
Com a beleza do que é ilustrar, cada dia me encanto mais com o universo literário.

E você também pode se encantar, que tal marcadores 10 marcadores encantados da Zit Editora. 

3 marcadores do Livro Por quê? Por quê? Por quê?
( Livro Ilustrado por Sandra Ronca)

E mais 7 marcadores variados, dos lançamentos da FNLIJ.

Como ganhar?

-Seguir o TecerGirassóis

-Seguir o Blog Zit Editora

- É preciso comentar  nesta postagem e numa das postagens do Blog da  Zit Editora

Após 10 comentários, sorteio do Kit com 10 marcadores.

11 comentários:

  1. Deve ser muito legal ser ilustradora. Criar, imaginar, elaborar. *-* Achei linda essa imagem. Concordo com ela, o livro é mundo, passo boa parte do meu tempo nos livros. HAHA'
    Desejo-lhe sucesso em sua carreira, e para o blog também, claro. Beijos da Cah!

    ResponderExcluir
  2. Ter talento pra ser ilustrador deve ser tão bom e tão lindo *-*
    Acho que as pessoas que trabalham diretamente com arte e literatura são mais felizes!

    Parabéns pela entrevista! E sucesso para ambas!

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  3. A ilustração caminha lado a lado com a história, com a magia da criação literária. Ótima entrevista! Muito bom conhecer um pouco mais sobre a Sandra. Amei!

    ResponderExcluir
  4. Q entrevista legal!
    Eu acho um máximo saber desenhar bem! E eu a ilustração da postagem linda! Eu adimiro todas as formas de arte!

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Ótima entrevista flôr!
    É cada ilustração linda que a gente vê por aí...

    Parabéns pela entrevista!!

    Beijos^^

    Danni
    http://garotas-e-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ah eu sempre gostei de desenhar (e olha que muito bem) mas agora com a falta de tempo perdi a prática, muito interessante esse trabalho, pois principalmente em livros infantis, os pequenos são atraidos e muito, pelas imagens!

    Adorei! Primeira vez que vejo uma ilustradora, que conheço um pouco mais. :D

    Beijos
    BabihGois
    http://babihgois.blogspot.com

    Obs: Pensando bem, não são apenas os pequenos que se interessam por livros com belas figuras meu irmão também rsrsrs ele tem 19 anos, e não lê nada que não tenha figura kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Parece que todas as profissões ligadas ao universo dos livros não são bem valorizadas e acho que os ilustradores sofrem bastante. Acho fantástico os seus trabalho e fica magnífico somado a narrativa. Parabéns a Sandra Ronca.

    ResponderExcluir
  8. Acho de uma importância fundamental o papel do ilustrador nas obras literária. Principalmente na literatura juvenil em que compõem e ajuda a estimular a imaginação de uma narrativa. Belo trabalho!

    ResponderExcluir
  9. eu sou muito fa da Sandra Ronca e de seus desenhos
    eu acho muito importante o trabalho dela
    otima entrevista

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Levar felicidade e beleza ao próximo em, trabalhos dedicados e tão perfeitos é uma dádiva, lindas ilustrações. Parabéns!!

    ResponderExcluir