21 de novembro de 2010

Histórias Encantadas, contadas nos versos de Solano Trindade

Baobá na Praça da Várzea. Recife-PE

O encanto das histórias são marcadas pela poeticidade presente nos textos. Contar e encantar histórias sobre a negritude está marcada pela produção literária de Solano Trindade. Ao termos a possibilidade de assistirmos ao vídeo: Solano Trindade - 100 anos é percebido o alcance social, musical, enfim, a multiculturalidade que é a significação da confluência de tantas culturas, mesclas desde a colonização,e  agora, a teia digital.
Ler Solano Trindade possibilita-nos desenvolver histórias, sentados aos pés de um Baobá... que representam tanta força,  assim é e será.. Vida, Canto, Encantar.. Viva  África, Maracatu.
Que tal tecermos, eu, você, vós, conte-me um pouco sobre o que há em nossas cidades, viva seu criar, crie a história e conte aqui: histórias da cultura negra e seu recontar.

SOU NEGRO
Solano Trindade

Sou Negro

meus avós foram queimados
pelo sol da África
minh'alma recebeu o batismo dos tambores atabaques, gonguês e agogôs



Contaram-me que meus avós

vieram de Loanda
como mercadoria de baixo preço plantaram cana pro senhor do engenho novo
e fundaram o primeiro Maracatu.



Depois meu avô brigou como um danado nas terras de Zumbi

Era valente como quê
Na capoeira ou na faca
escreveu não leu
o pau comeu
Não foi um pai João
humilde e manso



Mesmo vovó não foi de brincadeira

Na guerra dos Malês
ela se destacou



Na minh'alma ficou

o samba
o batuque
o bamboleio
e o desejo de libertação..


Um comentário:

  1. Muito bem lembrada a sua homenagem a Solano Trindade.
    Poderíamos lembrar dele sempre... Idealista e sobretudo um artista das palavras certas na hora certa.

    Patrícia Arruda

    ResponderExcluir